RendaLab

Você sabe o que é Renda Passiva?

RendaLab é sobre ganhar dinheiro na internet. Isso é verdade.

Mas não é simplesmente pelo dinheiro em si. Existe um propósito pra isso.

É sobre conquistar autonomia neste processo. É sobre parar de depender daquelas 40 horas semanais de trabalho para sobreviver. É sobre não depender da sua hora de trabalho para pagar suas contas.

É aí que entra o conceito de renda passiva, que tem tudo a ver com o propósito do RendaLab.

Me acompanha aqui…

Sobre renda e nossa visão de trabalho

Renda é toda e qualquer fonte de receita, ou seja, dinheiro.

Nós crescemos e fomos ensinados que para ganhar dinheiro é preciso trabalhar. Quanto mais trabalhamos, mais dinheiro ganhamos.

Se nos especializamos com um curso técnico ou universitário, aumentamos ainda mais nossa renda.

A gente também aprende que é preciso guardar dinheiro, por exemplo, fazendo uma poupança. A poupança nos garante uma renda também.

No entanto, aprendemos que essa renda que vem da poupança é apenas um “brinde” por deixarmos o nosso suado dinheiro no banco.

Aprendemos que não dá pra cogitar, jamais, viver apenas com esse dinheiro que aparece em nossa conta todo mês. Lembre-se, é preciso trabalhar mais para ganhar mais.

Renda ativa x Renda passiva

Não é por acaso que destaquei esses conceitos acima. Na verdade, eles exemplificam os conceitos de renda ativa e renda passiva.

Renda ativa é aquela renda que recebemos diretamente pelo trabalho que realizamos. É a forma mais comum de conseguirmos dinheiro.

Neste modelo, a pessoa recebe de acordo com o número de horas que ela trabalha.

Fica fácil entendermos que pra gente aumentar nosso salário, temos duas opções: ou aumentamos o valor que recebemos por hora, ou aumentamos o número de horas que trabalhamos.

É importante deixar claro que não há nada de errado neste modelo. Ele é o modelo no qual a grande maioria de nós está submetido.

Esse modelo é visto como mais estável, pois ele sofre menos oscilações, e tem um prazo relativamente pequeno pra começar a dar resultados (assim que conseguimos um emprego já começamos a receber aquela quantia pré-determinada).

No entanto, existe um grande problema com a renda ativa: assim que paramos de trabalhar, ela para junto.

É verdade que existem algumas exceções, como licenças médicas e férias, mas ainda assim, valem apenas enquanto temos um vínculo com a empresa para qual nós trabalhamos.

Renda passiva, por sua vez, é uma renda que não está atrelada a nossa hora de trabalho. É como se essa renda estivesse no piloto automático.

Como dito anteriormente, o nosso rendimento na poupança é um exemplo de renda passiva.

Não importa quantas horas trabalhamos, o dinheiro da poupança vai continuar rendendo do mesmo jeito.

Aí é que está a mágica da renda passiva. 

Ela não está associada a nossa hora de trabalho. E quando paramos de trabalhar, ela continua trabalhando pra nós (lembre-se do piloto automático).

Entretanto, a renda passiva não é uma forma de dinheiro fácil e rápido.

Ao contrário da renda ativa, a renda passiva geralmente exige muito investimento, seja tempo e trabalho, seja de dinheiro, para que ela comece a trazer frutos.

A ideia é investir antes, e colher os frutos depois.

Está gostando deste texto? Cadastre-se na lista VIP do RendaLab pra receber muito mais:

Sem spams, só coisa boa!

Renda passiva exige trabalho?

Você deve estar pensando: Oras, mas o Bruno acabou de dizer que renda passiva não depende do nosso trabalho, e agora ele disse que renda passiva exige investimento de tempo e trabalho?

É isso mesmo. Também precisamos trabalhar para gerar renda passiva, mas a grande diferença é que essa renda não depende da nossa hora de trabalho para acontecer.

Está confuso? Então vamos pensar em um exemplo.

Imagine um escritor que passa 1 ano escrevendo o seu próximo livro, e mais 1 ano finalizando os detalhes e a divulgação deste livro junto à editora.

Após esse trabalho inicial, o livro passa a ser vendido em todas as livrarias do país. A renda desse autor com o livro já não depende mais do seu trabalho. Esta renda está no piloto automático!

O autor precisou trabalhar muito para “ativar o piloto automático”, mas agora, as vendas do seu livro já não dependem da presença dele.

Ele pode tentar aumentar as vendas, divulgando ainda mais o seu livro, mas isso é apenas para aumentar a velocidade do piloto automático.

Outra forma de renda passiva é a compra de imóveis com o objetivo de alugá-lo.

O comprador investe o seu dinheiro em um imóvel e tem um esforço inicial para encontrar alguém que queria morar nesse local. A partir desse momento, sua renda entra no piloto automático.

Veja que ele ainda precisa, de vez em quando, dar uma atenção para o inquilino ou o imóvel. Mas a sua renda já não depende da sua hora de trabalho.

Agora você deve estar se perguntando: Quais são outros tipos de renda passiva?

Você pode conferir aqui: Ideias de Rendas Passivas 

Que tal deixar uma mensagem dizendo o que você pensa sobre essa ideia de renda passiva?

Você já tem fontes de renda passiva? Pretende começar a cria-las?

Deixe seu recado!

Grande abraço,

Bruno Beraldo

  • Presley Bertrão

    Excelente texto! Sempre tive dúvidas sobre a possibilidade de manter uma renda passiva, mas não entendia muito o conceito.

    Vou me antenar nos próximos posts para ver as possibilidades