RendaLab

Mudança de mindset é pra você?

Você já se pegou tentando mudar algo em você e ficou frustrado(a) por que não consegue?

Ou quem sabe tentou atingir um objetivo, mas acabou perdendo o foco e deixando esse objetivo de lado?

Isso acontece com todos nós, e pode nos privar de muitas conquistas e mudanças em nossas vidas. E a chave para resolver isso pode estar na mudança de mindset.

Vamos supor que o Joãozinho (sempre ele…) não sabe organizar suas finanças. Ele gostaria muito de ter essa habilidade, mas ele não tem.

Joãozinho sempre se pega dizendo: “Eu preciso aprender a organizar minhas finanças”, mas ele nunca toma uma atitude nessa direção.

E ele sempre tem boas explicações pra não tomar atitudes. Uma delas é o fato de que ele não ganha muito. Então ele está esperando o dia no qual ele terá um bom salário, pra que daí sim ele comece a aprender a organizar as finanças.

O que Joãozinho não sabe, é que, pra ele ter bastante dinheiro, é preciso primeiro aprender a lidar com o pouco que ele tem. Só assim ele estará no caminho certo para, um dia, ter mais dinheiro.

E essa é a grande questão:

Se queremos uma realidade diferente, seja qual for, precisamos primeiro mudar a nós mesmos, para só então, atingir essa nova realidade.

É como se precisássemos “conquistar” o direito por algo, antes de querer que esse algo faça parte da nossa vida.

E isso vale pra qualquer coisa: para aquele projeto que há tempos queremos realizar, para aquela meta que há tempos queremos atingir, ou aquela mudança que gostaríamos tanto de realizar em nossas vidas.

Você já se perguntou por que essas coisas não acontecem?

Eu tenho uma sugestão: É por causa do seu mindset.

O que é mindset?

Mindset é a nossa perspectiva sobre algo. Inclui nossos pensamentos, nossas crenças, nossos medos e nossas opiniões. Em outras palavras, é como vemos o mundo.

É tudo aquilo que pensamos sobre determinado assunto.

Por que pensar em uma mudança de mindset?

A chave para entendermos a importância que o nosso mindset tem na nossa realidade é muito simples.

Grande parte da nossa realidade se deve às nossas ações. É bem verdade que não temos controle sobre muitas coisas ao nosso redor, mas aquelas que dizem respeito a nós mesmo, essas a gente quase sempre tem controle, não é mesmo? (confesso que as vezes é difícil assumir…)

E as nossas ações são geradas pelos nossos pensamentos. Se eu penso que eu preciso aprender a dirigir, minha ação será a de procurar uma auto-escola, ou então alguém que possa me ensinar. Ou seja, o meu pensamento (preciso aprender a dirigir), condicionou a minha ação (me inscrever na auto-escola).

E de onde saem os nossos pensamentos? Nossos pensamentos são produtos do nosso mindset.

E é por isso que é tão importante olhar para o nosso mindset.

Nosso mindset é a “forma” de onde saem nossos pensamentos. Nossos pensamentos direcionam nossas ações. Nossas ações criam a nossa realidade.

Logo, nossa realidade está diretamente relacionada ao nosso mindset, ou seja, à nossa visão de mundo.

Portanto, se queremos mudar alguma coisa, é preciso primeiro mudar o nosso mindset!

Como mudar?

Bem, mudança de mindset é uma daquelas coisas que são mais fáceis falar do que fazer. É difícil e exige disciplina e força de vontade.

Mas a boa notícia é que é possível. E eu quero compartilhar com você algumas ideias que funcionam para mim.

Definir a lacuna

O primeiro passo é entender onde você está atualmente. Qual é o seu mindset sobre determinado assunto.

Qual é o seu ponto de vista com relação a esse assunto? Quais as suas crenças? O que te limita, ou impede de dar um passo?

Esse é o seu lugar atual.

Agora, você precisa visualizar o lugar que você deseja estar. O que quer atingir. Onde quer chegar.

Esse é o seu lugar ideal.

Compreender essa lacuna é o primeiro passo para mudar a sua visão sobre determinado assunto.

Entender que será desconfortável

A nossa mente foi programada, durante os milhares de anos de sua evolução, a buscar padrões e manter-se em lugares conhecidos. Essa capacidade foi crucial para que nossa espécie garantisse sua sobrevivência e chegasse até aqui.

No entanto, esse mesmo mecanismo nos faz querer permanecer no lugar onde estamos, sem que grandes mudanças aconteçam. A esse lugar chamamos de zona de conforto.

A zona de conforto é o lugar onde estamos agora. Ele pode até não ser o melhor, ou o mais confortável. Mas é o que tem os padrões mais conhecidos, familiares, e que, portanto, gera a maior sensação de segurança para a nossa mente.

Toda vez que tentamos sair dessa zona de conforto, a nossa mente se sente ameaçada e usa de artifícios para impedir a mudança.

Por isso é tão difícil mudar um hábito. Nossa mente nos faz pensar que não somos capazes, ou que o custo será muito alto. Outra artimanha usada pela nossa mente é a sensação de que não estamos inspirados no momento (deixa eu te contar, se depender da nossa mente, nunca estaremos…)

Então, é importante que você entenda que mudar o seu mindset significa sair da sua zona de conforto. Significa remar contra a maré.

Está gostando deste texto? Cadastre-se na lista VIP do RendaLab pra receber muito mais:

Sem spams, só coisa boa!

Desenhar os primeiros passos

Sim, os primeiros passos devem ser de bebê

Você já sabe onde você está (lugar atual) e onde quer chegar (lugar ideal).

Você saberia dizer qual é o primeiro passo nessa caminhada? Não complique as coisas. Pense em algo trivial, mas que poderia ser feito ainda hoje.

E depois desse passo? O que vem? Qual seria um outro passo que você poderia dar sem muito esforço?

E assim vá anotando os primeiros 3 ou 4 passos que você poderia tomar sem muitas dificuldades.

Volte ao primeiro e já comece! Não deixe pra amanhã!

Quando você terminar os passos que anotou, faça o mesmo exercício. Quebrando os passos grandes em tarefas menores, mais fáceis de serem realizadas.

Eu no seu lugar já estaria pensando: “Mas esses passos pequenos não vão fazer diferença nenhuma…”.

Eu te entendo… Mas o ponto é que fazer esses passos exige pouco esforço, e isso é importante pois se o passo for muito longo, podemos nos assustar e achar que não damos conta.

Além disso, completar esses passos vai lhe dar a sensação positiva de estar progredindo. E isso é muito importante pra que você continue. Isso vai ser um impulso pra que você se motive a continuar progredindo.

Ser persistente

Eu não tenho medo de quem praticou 10.000 chutes diferentes, mas sim de quem praticou o mesmo chute 10.000 vezes – Bruce Lee

Você identificou onde você está e onde quer chegar, e está ciente de que o processo provavelmente será carregado daquela vontade de “deixar para amanhã”.

Agora entra o ingrediente final para você começar a mudar o seu mindset: persistência.

É ela que vai garantir que a sua mente não vença a guerra ao te convencer a “deixar pra amanhã”.

É com persistência que você subirá degrau por degrau no caminho que você mesmo traçou.

É importante ter em mente que a mudança de mindset é um processo que não acontece da noite pro dia. Leva-se tempo, disciplina e objetivos muito claros.

Mas eu sei que você está pronto(a) pra isso e pode, sim, dar o primeiro passo.

O que acha dessas dicas?

Você já tentou mudar o seu mindset e teve dificuldades? Ou então já colocou em prática algumas das ideias que falei logo acima?

Deixe um comentário abaixo 🙂

Grande abraço!

Bruno Beraldo